Blog

Como é feito o controle integrado de praga?

Antes de efetuar o controle integrado de praga, os profissionais realizam uma análise de todo o ambiente físico que diz respeito a sua higienização, armazenagem e como se dá a entrada de mercadorias ao local.

Um controle químico muitas vezes será feito de forma limitada a fim de evitar que os alimentos que ali estão fiquem contaminados, por isso, o controle de ratos, por meio da iscagem, será feita em apenas alguns pontos.

Após a identificação de pragas no estabelecimento, o controle integrado de pragas realiza uma análise de locais que estão mais suscetíveis a serem usados como abrigo ou que são facilmente acessados pelas pragas. Dependendo do tipo de praga encontrado, serão definidas as medidas para a realização do controle. Assim, haverá um direcionamento correto no tratamento usado e o controle não será feito de qualquer forma, sem passar por um direcionamento.

O monitoramento de todas as ações que visam o controle integrado de praga devem ser acompanhadas por resultados, pois só assim será possível verificar a eficácia do tratamento.

Pode acontecer de ser preciso trocar o principio ativo do produto escolhido ou o ponto onde ele está sendo empregado para que haja um resulto mais eficiente.

Em casos onde é preciso controlar os ratos de esgoto, às vezes pode ser preciso trocar os locais onde as iscas foram instaladas ou as próprias iscas. Tal mudança pode trazer maiores e melhores resultados.

Como o processo de infestação é dinâmico, o controle integrado de praga requer um acompanhamento sempre contínuo, porque os estabelecimentos ao redor podem sofrer com o problema e como resultado, a infestação pode ficar ainda maior.

voltar